• A GUERRA DO PÃO DE QUEIJO

    Mantendo certa distância do “lulo-sebastianismo” que rola em quase todas as capitais brasileiras, invocado pela maioria dos candidatos do PT e suas coligações, a presidente Dilma Rousseff  “tora um pão de queijo na boa” (num café do DF), bem menos citada e solicitada na famélica campanha eleitoral em busca do apoio do líder maior dos esfaimados candidatos. Come eles, Dilminha, pelas beiradas!

     

        ‘ELE OPTOU PELO PSDB’, DIZ PATRUS SOBRE ROMPIMENTO COM PREFEITO DE BH

    FOLHA DE S. PAULO / UOL (São Paulo) – O candidato do PT à Prefeitura de Belo Horizonte, Patrus Ananias, culpou nesta segunda-feira (27) o prefeito e candidato à reeleição, Marcio Lacerda (PSB), pelo rompimento da aliança na cidade.

    Lacerda foi eleito em 2008 com o apoio de petistas e tucanos e caminhava para repetir a fórmula neste ano até a véspera do registro das candidaturas. Porém, descontente em não integrar a coligação proporcional na chapa de vereadores, o PT deixou a aliança e lançou Patrus como candidato.

    “Ele optou pelo PSDB”, disse o petista durante sabatina Folha/UOL.

    Segundo o petista, Lacerda “quer acabar” com o PT. “Ele quer acabar com o PTem Belo Horizonte. Estátorcendo para que o Lula não venha para cá. Torcendo para chover na sexta-feira”, disse o candidato, que tem agenda de campanha prevista com o ex-presidente no fim da semana.

    Para Patrus, Lacerda “precisa resolver o problema dessa relação pessoal com o PT.”

    Durante a sabatina, Patrus negou que a ruptura entre PT e PSB foi um fato isolado e citou exemplos de outras disputas em que os partidos, aliados no plano federal, também estão em lados opostos.

    “Não foi um fato isolado, aconteceu em Recife, aconteceu em Fortaleza, aconteceu também em outras cidades médias.”

    Para Patrus, a participação do PSDB na mesma chapa sempre foi considerada incômoda dentro do PT e que a falta de acordo com relação à chapa de vereadores foi a “gota d’água” para o rompimento.

    ‘PAI DO BOLSA FAMÍLIA’

    Ex-ministro do Desenvolvimento Social durante o governo Lula, Patrus afirmou ter criado o Bolsa Família durante sua passagem pelo governo federal. O rótulo de “pai do Bolsa Família” tem sido usado pelo petista com um dos trunfos eleitorais.

    “Fizemos uma revolução social no Brasil. Coloquei o trabalho no ministério acima da minha imagem pessoal”, afirmou.

    O petista também fez diversas críticas à gestão do socialista, principalmente nas áreas de saúde e transporte. “O prefeito não deu a devida a atenção a essas questões importantes.”

    Segundo ele, a atual gestão recebeu verbas do governo Dilma e quis se apropriar de programas federais. Patrus disse que a situação foi a diferente quando foi prefeito, na década de 1990.

    “Quanto fui prefeito de Belo Horizonte, fizemos um grande governo sem receber um centavo da Presidência”, afirmou Patrus.

    Patrus aparece em segundo nas pesquisas eleitorais. De acordo com pesquisa Datafolha divulgada no dia 21 de julho, Lacerda, que tenta se reeleger prefeito de Belo Horizonte, lidera a corrida eleitoral com 17 pontos de vantagem sobre Patrus.

    O prefeito apareceu com 44% das intenções de voto, contra 27% do petista.

    Patrus é entrevistado pelos jornalistas Vera Magalhães, editora da coluna “Painel”, da Folha, Eduardo Scolese, coordenador da Agência Folha, Paulo Peixoto, repórter do jornalem Belo Horizontee por Josias de Souza, colunista do UOL.

    SABATINAS

    Amanhã, o entrevistado será o candidato Marcio Lacerda (PSB). Os acontecem no auditório do museu Inimá de Paula (rua da Bahia, 1.201, no centro de Belo Horizonte).

    Também haverá sabatinas com os candidatos à Prefeitura do Rio de Janeiro nesta semana. No dia 30, quinta-feira, será a vez de Marcelo Freixo (PSOL). Na sexta-feira, a de Eduardo Paes (PMDB). Ambos os eventos estão agendados para as 11h, no Teatro dos Quatro (rua Marquês de São Vicente, 52, no shopping da Gávea).

    As sabatinas serão transmitidas, ao vivo no site da Folha.

    As inscrições para a plateia estão abertas aos assinantes do jornal e aos do UOL. Os interessados podem se inscrever pelo e-mail eventofolha@grupofolha.com.br ou pelos telefones 0/xx/11/3224-3473 e 0/xx/21/3231-9357, das 14h às 18h.

    É necessário informar nome completo, telefone, RG e de quais eventos se deseja participar. Assinantes da Folha precisam relatar o código de assinante. Já os do UOL devem informar e-mail e CPF.


     Leave a reply