• A MOLA DO MUNDO

    Há 252 anos nascia o poeta português Manuel Maria du BOCAGE. É dele a quadra logo abaixo, falando sobre o que até hoje é a mola do mundo, principalmente ‘nefi paísf’ de malas e malandros:

     

    DINHEIRO

    Faço a paz, sustento a guerra 
    Agrado a doutos e a rudes 
    Gero vícios e virtudes 
    Torço as leis, domino a Terra.