• “A SALFAÇÃO DEFI PAÍSF…”

    ‘O Barba’ assumiu de vez a propaganda enganosa do governo, como se fosse o presidente titular ‘defi paísf’, abandonando o ventriloquismo através de ‘Dilmarionete Rousseff’, como se ainda tivesse credibilidade e moral para tanto. Um baita cínico, sacripanta de marca maior que acha que a ‘otarice’ do povo é eterna, como também ele pensa que é, o eterno rei Dom Sebastião dos trouxinhas! (SDV)

     


                       SE FOR NECESSÁRIO, SEREI CANDIDATO EM 2018, DIZ LULA

    UOL / Rayder Bragon (Belo Horizonte) –  O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou na manhã desta sexta-feira (28) que, se for preciso, poderá disputar a Presidência da República em 2018. Esta é a primeira vez que ele falou publicamente sobre a possibilidade de se candidatar.

    “Não posso dizer que sou, nem que não sou (candidato). Sinceramente, espero que tenha outras pessoas para serem candidatas. Agora, uma coisa pode ficar certa. Se a oposição pensa que vai ganhar, que não vai ter disputa e que o PT está acabado, ela pode ficar certa do seguinte: se for necessário, eu vou para a disputa e vou trabalhar para que a oposição não ganhe as eleições”, afirmou  Lula em entrevista à Rádio Itatiaia, de Belo Horizonte, na cidade de Montes Claros (417 km de Belo Horizonte).

    Ontem, o ex-presidente participou de evento na cidade mineira que serviu de estréia   
    para as viagens que ele fará pelo país para tentar melhorar a imagem do PT.

    A fala de Lula se deu após questionamento sobre a possibilidade de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Segundo Lula, a oposição tem de “esperar 2018”, aludindo à próxima eleição para a Presidência da República. Pesquisa do instituto Datafolha divulgada em junho mostra que, se as eleições fossem hoje, Lula teria 25% das intenções de voto, mas seria derrotado pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), que teria 35% das intenções. Se o candidato fosse o governador paulista Geraldo Alckmin (PSDB), Lula venceria: 26% das intenções de voto contra 20% do tucano, que seria superado ainda por Marina Silva (PSB-AC), com 25%.

    “A oposição tem que ter paciência neste país. Eu perdi três eleições, voltava para casa. Eu não ficava xingando as pessoas. Eu não ficava falando palavrão. Eu ia para casa me preparar. Como diria o (Leonel) Brizola (1922-2004), se estive vivo, eu ia para casa lamber minhas feridas, ou seja, para me preparar para a outra eleição. Foi assim que eu fiz durante 12 anos. A oposição precisa parar de resmungar, tem de parar de xingar a presidenta, ela tem que torcer para que esse país melhore”, afirmou.

    O ex-mandatário afirmou ainda que a população do Brasil não “aceita golpe’.

    “Ninguém quer mais golpe neste país. Quem quiser ser candidato à Presidência da República que espere 2018, dispute democraticamente e vê se ganha as eleições”, afirmou.

    Lula ainda alfinetou a oposição ao afirmar que ela nunca “fez nada por esse país” e que governava apenas para “um terço da população”.

    Ele disse não acreditar na interrupção do mandato de Dilma antes do término dele.

    “Não acredito em impeachment da presidente Dilma. Acredito que as dificuldades que nós estamos passando agora serão vencidas na medida que a economia comece a se recuperar e os programas anunciados pela presidenta Dilma comecem a dar resultado’, disse Lula.

    Lula também defendeu a Petrobras e as investigações que versam sobre corrupção nas esferas públicas do governo. Ele afirmou que as administrações petistas permitiram a criação de instrumentos para a investigação dos casos de corrupção.

    “PT cometeu desvios”

    O ex-presidente avaliou que o PT “cometeu desvios” porque “passou a fazer política igual aos outros partidos políticos. O PT era para ser diferente de verdade”, declarou.

    “Teve gente do PT que errou, teve. Eu dizia, quando estava na presidência, que só tem um jeito, neste país, de você não ser molestado por uma investigação, é você ser honesto”, afirmou.

    Lula ainda declarou que Dilma não era conhecedora dos desvios de dinheiro público na Petrobras.

    “Gostaria de ter sabido antes. A Polícia Federal não sabia, o Ministério Público não sabia, a direção da Petrobras não sabia. Só se ficou sabendo depois que houve um grampeamento e pegou o (doleiro) Alberto Youssef, que já tinha muitas passagens pela polícia, falando com outros caras”, afirmou.

    Palpites

    O ex-presidente ainda disse que passará a falar mais com a imprensa para, segundo ele, rebater “palpiteiros” e que fiou mais quieto quando deixou o cargo de presidente da República para não ficar dando “palpites”.

    “Desde que eu deixei a Presidência, eu tomei uma decisão de não dar mais entrevistas, porque quem tem que governar é a Dilma. Eu não posso ficar dando palpite. Eu, sinceramente, estou até com saudade de um microfone (….). Eu vou voltar a falar, dar palpite nas coisas, porque eu vejo muita gente que já governou esse país, eu vejo muita gente que já foi deputado, eu vejo muita gente que já foi governador e que não fez nada e agora fica dando palpite como se fosse salvador da pátria. Então ele  pode ficar certo do seguinte: o Lula vai voltar a uma atividade política mais intensa, vou viajar o Brasil e vou disputar com eles ideias.”


  • A CHACINA DOS ANJOS

     

     

    Aqui 
    (em Natal)
    “tudo parece
    que era ainda
    construção
    e já é ruína” ( * ).

    Depois do anjo esquartejado
    (que delimitava o Jordão do Potengi)
    Agora choram pelo bangalô da esquina
    na cidade inimiga das árvores, 
    como já malhou Cascudo em sua Acta Diurna.

    Eis aí a sua sina.

    Em ‘Potiguarina’
    tudo se tora, tudo se mina
    enquanto o meio musical
    também lima.

    A alma natalense
    é uma sombra fadada
    a implodir o passado
    e carregar paralelepípedos
    para pavimentar o nada.

    Eis aí o seu fado.


    (Graco Medeiros)

     


    Nota do SDV ( * ): referência aos versos da música Fora de Ordem, de Caetano Veloso.


  • SAMBA DE UMA MERDA SÓ: DE CHAMBINHO A PIXULECO

     

        EX-VEREADOR CHAMBINHO, PRESO NA PIXULECO 2, É PRÓXIMO DA CÚPULA DO PT

    UOL / ESTADÃO (Brasília) – Único preso nesta quinta-feira (13) pela Operação Lava Jato, Alexandre Correa de Oliveira Romano se dedicava a um escritório de advocacia que montou em São Paulo após deixar a atividade política. Em 2001, ele foi eleito pelo PT para mandato de vereador em Americana, no interior de São Paulo, sua única passagem pelo Legislativo. Em 2013, se desfiliou do partido, conforme registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

    Embora tenha deixado a sigla oficialmente, segundo interlocutores, as amizades com a cúpula petista se mantiveram e o escritório seria usado para atendê-la. A principal ligação é com o ex-ministro José Dirceu, também preso na Lava Jato.

    Filho do ex-prefeito de Americana João Batista de Oliveira Romano, Alexandre Romano, conhecido como “Chambinho”, teve como único destaque na política o fato de ter sido, graças ao apoio do pai, o mais jovem eleito na história do município. No mandato, contudo, ele conseguiu maior proximidade com a cúpula petista.

    Nos poucos posts na sua conta no Twitter, fala sobre o PT, o Corinthians, o gosto por estar entre “VIPs” e música POP. “oi, querida, quer ir no show da Shakira? tenho dois convitinhos vip pro cê! Será dia 17 de marco, em BSB”; escreveu o advogado ao convidar uma mulher para a balada. “Estou na festa do Emerson Fittipaldi no Sher do WTC, 40 anos da primeira vitória do Brasil no automobilismo, precisamos de campeões. Showwww. Top, minha gente!”, tuitou em outra ocasião.

    As conquistas do PT também foram comentadas por ele na rede social. “Parabéns aos Brasileiros! Em 2002 elegeu um operário, agora uma mulher, viva a Democracia! Que Deus abençoe a Dilma e mta prosperidade ao país”, comemorou, ao ver Dilma Rousseff eleita para o primeiro mandato. E ainda deu uma dica: “Dilma : ‘eu considero…’ Alguém precisa falar p ela parar de falar isso…”.

    Romano é um admirador do ex-ministro Paulo Bernardo, que ocupou os ministérios do Planejamento (governo Lula) e Comunicações (governo Dilma), além do atual ministro da Comunicação Social Edinho Silva. Vive retuitando mensagens dos dois.

    O advogado é acusado pela Lava Jato de participar de esquema de desvio de dinheiro de empréstimo consignado do Ministério do Planejamento, que foi comandado por Paulo Bernardo e, agora, tem como titular Nelson Barbosa.

    Romano também postou críticas ao PSDB e menções a Paulo Preto, apontado como operador de tucanos, entre eles José Serra (PSDB-SP). “1 semana p eleição, chega de denuncismo (Erenice e Paulo Preto), quero ver idéias e propostas, compromissos p melhoria do Brasil!”


  • O DIA DE SÃO SALVADOR DO MUNDO E DA BOMBA DE HIROSHIMA

    Igreja de São Salvador do Mundo (Igreja do Alto da Sé). Crédito da foto: Luiz Fabiano / Prefeitura de Olinda.

     


    SATÉLITE
    (Manuel Bandeira)

    Fim de tarde.
    No céu plúmbeo
    A Lua baça
    Paira
    Muito cosmograficamente
    Satélite.

    Desmetaforizada,
    Desmitificada,
    Despojada do velho segredo de melancolia,
    Não é agora o golfão de cismas,
    O astro dos loucos e dos enamorados.
    Mas tão-somente
    Satélite.

    Ah Lua deste fim de tarde,
    Demissionária de atribuições românticas,
    Sem show para as disponibilidades sentimentais!

    Fatigado de mais-valia,
    Gosto de ti assim:
    Coisa em si,
    – Satélite.


    Nota do SDV:  na data de hoje se celebra o dia de São Salvador do Mundo, padroeiro de Olinda. Reza a tradição cristã que Jesus apareceu aos discípulos Pedro, Tiago e André, de forma transfigurada e luminosa.

    Nesta mesma data, a humanidade também lembra a explosão da primeira bomba atômica da história, lançada pelos EUA sobre a cidade de Hiroshima, forçando a rendição do império japonês e o fim da Segunda Guerra Mundial, fato que aconteceria, de fato, somente no dia 9 de agosto, com a explosão do segundo artefato nuclear na cidade de Nagasaki.

    Estranha coincidência essas duas transfigurações luminosas, tanto a de Cristo, quanto a do ‘cogumelo atômico’ de Hiroshima, numa mesma data, tanto para o bem, quanto para o mal…