• QUEM TEM C* TEM MEDO!

                        “Companheiro colorido, a coisa também tá ficando preta pro meu lado”

     


    DEPUTADOS DO PT OBSTRUEM SESSÃO DA CPI DA PETROBRAS APÓS “BRONCA” DE LULA

    ESTADÃO (de Brasília) – Após a bronca do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a bancada petista compareceu em peso na CPI da Petrobras, na Câmara, nesta terça-feira (16). Os petistas vieram dispostos a obstruir a sessão e começaram os trabalhos pedindo, por volta das 10h, a leitura da ata da última reunião – ato que geralmente é dispensado para agilizar os trabalhos. O relator Luiz Sérgio (PT-RJ) fez questão de registrar que votou contra todos os 140 requerimentos aprovados na semana passada.

    Lula passou um pito em dirigentes e deputados do PT na semana passada e telefonou para o vice-presidente Michel Temer para se queixar do comportamento da bancada do PMDB. O motivo do mal-estar foi a aprovação, na quinta-feira, 11, da convocação de Paulo Okamotto, diretor-presidente do Instituto Lula, pela CPI.

    “Vocês não podem deixar o PT levar essa bola nas costas”, disse Lula, em conversa reservada com petistas, no segundo dia do 5º Congresso nacional do PT, em Salvador. O ex-presidente disse que a situação era inadmissível e que os petistas estavam sendo “emparedados” na comissão.

    Estão previstos hoje na CPI os depoimentos dos ex-executivos da Sete Brasil João Carlos de Medeiros Ferraz (ex-presidente) e de Newton Carneiro da Cunha (ex-presidente do Conselho Administrativo).


  • HAJA COMPANHEIRADA…

    Lula, Marin e Del Nero.

     

    DEL NERO DIZ QUE LEVA MANDATO ATÉ O FIM E CHAMA MARIN DE GRANDE COMPANHEIRO

    UOL – Marco Polo Del Nero foi à Câmara dos Deputados prestar esclarecimentos na Comissão de Esporte da casa e abriu sua fala chamando José Maria Marin de “grande companheiro”. Ao mencionar o ex-parceiro, hoje preso na Suíça por crimes de corrupção, ele falou sobre a detenção do seu antecessor no comando da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

    “São fatos sumamente graves noticiados pela imprensa, mas infelizmente atingem um grande companheiro com quem tive convívio nos últimos anos. Isso machuca muito mais. Eu participava de todos os momentos com ele. O propósito das denúncias a todos surpreendeu, e a mim também”, disse Del Nero, que também descartou qualquer hipótese de renúncia.

    “Renuncia quem tem alguma coisa errada na vida. Eu não renuncio não. Eu vou cumprir meu mandato, fui eleito democraticamente, com 25 dos 27 votos. Tenho obrigação. Às vezes dá vontade de ir embora. Presidente de clube tem vontade de ir embora todo dia, mas ele tem obrigação com o eleitorado dele, ele não pode deixar quem os deixaram um dia. Vou ficar lá até o último dia”, disse Del Nero.

    Marin foi preso há duas semanas, acusado de crime fiscal, lavagem de dinheiro e corrupção. Ele foi implicado na investigação da promotoria de Nova York, que apontou desvios de US$ 150 milhões em propinas e subornos no mundo de futebol. O cartola era, além de ex-presidente da CBF, atual vice da entidade.

    Del Nero também estava na Suíça no dia em que Marin foi preso e voltou ao Brasil antes mesmo do Congresso da Fifa. Ao chegar no Rio de Janeiro, o presidente da CBF ordenou que o nome do antigo parceiro fosse retirado da fachada da sede da entidade e suspendeu Marin da entidade. Agora, Del Nero pede calma para que não haja uma condenação antecipada.

    “Cabe-nos, salve melhor juízo, aguardar investigações em curso e eventuais desdobramentos. Lembrando que tudo corre nos EUA. Eu não tive acesso a nenhum documento. Os advogados que consultamos falam que é um processo de apuração de fatos. Como advogado não posso prejulgar uma pessoa sem o trânsito em julgado definitivo. Temos de esperar os desdobramentos das investigações”, disse Del Nero, que falou até sobre a mudança do nome da sede da CBF.

    “Foi para preservar a entidade. Houve uma determinação da Fifa do banimento provisório do Marin por 90 dias. Digamos que ele seja absolvido, que não seja banido. O nome dele vai figurar novamente (na fachada). No estatuto não mudou”, disse ele.


  • COMPANHEIRA PAPA-BOIA

     

                          MARINA: DILMA TIRA A COMIDA DA MESA DO TRABALHADOR

    BLOG BRASIL247. COM – Em entrevista ao programa “Poder e Política”, do UOL, Marina Silva criticou o ajuste fiscal do ministro Joaquim Levy e disse que é a presidente Dilma Rousseff quem tira a comida do trabalhador:

    “A campanha (de Dilma Rousseff) tratou os adversários de uma forma injusta. Aquela propaganda onde sumia a comida da mesa das pessoas e era entregue o dinheiro para os banqueiros, atribuídos a minha pessoa. Tirar a comida da mesa dos trabalhadores é o que está acontecendo agora”, disse.

    Ela afirma que as medidas punem de maneira excessiva os trabalhadores. “Quando você vê milhares e milhares de empregos desaparecendo no comércio, na indústria, na construção civil… Esses trabalhadores sim, estão perdendo os seus meios para alimentar a sua família”, afirma.

    Quanto a reforma, Marina diz que sua principal proposta seria o financiamento público de campanha misto, com teto para a contribuição de cidadãos e proibição de doação de empresas.

    Sobre as eleições, é categórica ao dizer que não vai concorrer em 2016, mas não revela planos para 2018 (leia mais).