• O MESTRE CANGULEIRO (*)

    Luís da Câmara Cascudo completaria, na data de hoje, 115 anos (nasceu em Natal, no dia 30 de dezembro de 1898 e faleceu na mesma cidade, em 30 de julho de 1986). 

     

    Nasci na rua das Virgens e o padre João Maria batizou-me no Bom Jesus das Dores, Campina da Ribeira, capela sem torre mas o sino tocava as Trindades ao anoitecer.

    Criei-me olhando o Potengi, o Monte, os mangues da Aldeia Velha onde vivera, menino como eu, Felipe Camarão.

    Havia corujas de papel no céu da tarde e passarinhos nas árvores adultas (…)

    Nunca pensei em deixar a minha terra.(…)

    Provinciano incurável! Nada mais.

    Luís da Câmara Cascudo, A Província, 1968.

     

    Nota do SDV ( * ): De Xarias e Canguleiros (publicado anteriormente neste mesmo SDV) – Em Natal, na segunda metade do século retrasado, aconteciam grandes batalhas campais, instigadas, acima de tudo, pela rixa das classes sociais e pelo bairrismo belicoso de Canguleiros (comedores de cangulo e peixe seco), moradores dos “bairros de baixo” (Rocas e Ribeira) e pelos Xarias (comedores de xaréu e peixe fresco), habitantes do bairro burguês da Cidade Alta. Durante a noite (depois das 18 hs) ecoavam as provocações e o grito de guerra dos contendores exaltados:

    – “Canguleiro não sobe!”

    – “Xaria não desce!”.

    (GM).


  • “…E OS SONHOS, SONHOS SÃO” (*)

     

         ‘NINGUÉM PODE PRENDER MEUS SONHOS’, DIZ DIRCEU EM CARTÃO DE ANO NOVO

    FOLHA DE S. PAULO (São Paulo) – O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu divulgou nesta quinta-feira (26) um cartão de final de ano em que se refere a sua condenação no julgamento do mensalão como “injustiça” e diz que “ninguém pode prender” seus sonhos.

    O petista está no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. O cartão foi postado no blog de Dirceu, que vem sendo administrado por assessores do ex-ministro desde novembro, quando ele foi preso.

    Na mensagem, Dirceu cita como sonhos sua militância contra a ditadura militar, a fundação do PT, a eleição de Lula e “o sonho que eu tinha de ser declarado inocente porque nada fiz e não há nenhuma prova contra mim”. Este último, diz, “virou uma injustiça com a condenação”.

    “O peso da injustiça pode tudo. Só não pode prender meus sonhos”, conclui.

    Leia abaixo a íntegra do cartão:

    “Ninguém pode prender meus sonhos

    O sonho de um Brasil livre da ditadura me levou à luta, à prisão e anos e anos longe de minha família e meu país.

    O sonho de fazer um partido que desse voz aos trabalhadores e lutasse por eles me levou a ser um dos fundadores do PT.

    O sonho de tornar um operário presidente da República fez com que eu trabalhasse muito em todo o país.

    O sonho que tinha de ser declarado inocente porque nada fiz e não há nenhuma prova contra mim virou uma injustiça com a condenação.

    Mas quem sonhou a vida toda por um Brasil melhor, com menos miséria, sem fome, com mais valor aos trabalhadores, não pode parar de sonhar.

    O peso da injustiça pode tudo. Só não pode prender meus sonhos.

    Que você realize todos os seus sonhos no ano novo”

    José Dirceu



    Nota do SDV ( * ): parte da citação do dramaturgo e poeta espanhol Pedro Calderón de la Barca: “Pois toda a vida é sonho, e os sonhos, sonhos são”.


  • MUDANÇA DE NOME DE AVENIDA EM BEAGÁ…

    Ao perder a chance de disputar o título de campeão do mundo com o Bayern da Alemanha, o Atlético Mineiro (chamado de “Patético” pelos rivais azuis) amarga cruel gozação da torcida do histórico rival de Minas e de outras torcidas de times brasileiros, sem bater, contudo, o desprezo que todos sentem pelo Fluminense, beneficiado – como sempre -, por decisões da justiça desportiva. O ‘galo mineiro’ foi eliminado precocemente pelo Raja Casablanca do Marrocos, causando enorme frustração aos seus torcedores. A gozação é tanta que os rivais da “Raposa” (denominação do Cruzeiro) estão pleiteando, de sacanagem, a mudança do nome da Avenida RAJA GABAGLIA para “Avenida RAJA CASABRANCA” (alusão ao nome do time marroquino), alegando melhoria para o trânsito conturbado de Belo Horizonte. Segundo os torcedores cruzeirense, com tal mudança, todo atleticano evitaria a avenida, em função do fatídico nome. O logradouro é uma homenagem ao engenheiro Eugênio de Barros Raja Gabaglia, um dos responsáveis pela construção planejada da capital das Alterosas. Na foto acima, um dos livros da escritora e jornalista Marisa Raja Gabaglia, que tem o mesmo sobrenome do engenheiro homenageado. O título da obra também é um acinte para a torcida atleticana. Ou não?

     

        CRUZEIRENSES PROVOCAM ATLETICANOS E ‘QUEREM’ MUDAR NOME DE AVENIDA

    UOL (Belo Horizonte) – As provocações dos cruzeirenses sobre os atleticanos não param. Depois da surpreendente derrota do Atlético para o Raja Casablanca, por 3 a 1, na semifinal do Mundial de Clubes, os rivais celestes fizeram uma petição pública na internet para mudar o nome da Avenida Raja Gabaglia, uma das mais movimentadas da capital mineira, para Raja Casablanca.

    Em tom de deboche, os cruzeirenses “justificaram” a mudança no nome da avenida, um das mais importantes de Belo Horizonte, e aproveitaram a brincadeira para exaltar as conquistas do clube celeste.

    “Uma vez que o trânsito na Raja está infernal devido à especulação imobiliária na região do Belvedere e Nova Lima, a Assembleia de Belo Horizonte deve alterar imediatamente o nome da mesma para AVENIDA RAJA CASABLANCA, pois sendo assim todos os atleticanos que moram na região irão evitar a mesma e com isso o trânsito ficará livre para quem é bi-campeão da Libertadores, campeão da taça brasil e bi campeão brasileiro e, especialmente, NUNCA CAIU (sic)”.

    O comunicado ganhou mais duas atualizações com a adesão da torcida cruzeirense. Depois de passar de 500 assinaturas, o criador voltou a provocar os atleticanos dizendo que eles “farão falta ao comércio local” do Casa Raja Shopping.

    Quando o abaixo assinado ultrapassou as mil assinaturas, mais uma zoação direcionada aos rivais dizendo que as churrascarias da região aderiram à petição e irão servir “frango marroquino” em todas as refeições.

    O maior motivo de gozação é porque a expectativa era de que o Atlético-MG fizesse a final do Mundial contra o Bayern de Munique. Porém, o time mineiro decepcionou e se tornou o segundo sul-americano a cair antes da decisão. Apenas o Internacional, de 2010, havia sido eliminado nessa fase pelo Mazembe, quando perdeu por 2 a 0.


  • OS AVIÕES SUECOS DE DILMA

     

                                     BRASIL DECIDE COMPRAR CAÇAS DA SUECA SAAB

    REUTERS (São Paulo) – O governo da presidente Dilma Rousseff decidiu comprar os caças da sueca Saab, de acordo com reportagem no site do jornal Folha de S. Paulo nesta quarta-feira, sem citar fontes.

    Dilma afirmou mais cedo que será anunciada às 17h desta quarta a decisão do governo brasileiro sobre a compra dos caças, uma concorrência que já foi adiada diversas vezes.

    Os finalistas na disputa são – além do Gripen NG, da Saab – o F-18 Super Hornet, da norte-americana Boeing, e o Rafale, da francesa Dassault.

    Uma fonte a par do assunto disse à Reuters que a Saab ainda não recebeu qualquer palavra do governo brasileiro sobre o contrato, mas que executivos da empresa se reunirão com autoridades locais em Brasília no fim desta tarde.


  • TARZAN TEVE MAIS SORTE!

    O ator Leonardo DiCaprio em cena de “O Lobo de Wall Street”, de Martin Scorsese. O filme está sendo questionado por um grupo militante do ‘politicamente correto’, denominado PETA, que alega maus-tratos ao animal.

    O ator Lex Barker com o chimpanzé ‘Chita’, capa da revista Tarzan e de inúmeros filmes da obra imortal de Edgar Rice Burroughs.


    NOVO FILME DE SCORSESE É ALVO DA PETA POR CENA DE CHIMPANZÉ COM DiCAPRIO

    UOL (São Paulo) – “O Lobo de Wall Street”, novo filme de Martin Scorsese, virou alvo da PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais), pelo uso de um chimpanzé em uma das cenas do longa que deve chegar no Brasil no dia 24 de janeiro.

    O animal pode ser visto no trailer oficial do filme no colo de Leonardo DiCaprio usando uma camisa, calça e um par de patins. Segundo a instituição que atua em defesa dos animais, o chimpanzé do filme pertence a uma família, Rosaires, famosa por viajar pelo país com seu circo, que tem como atração macacos adestrados. A família é acusada de maltratar os animais ao, por exemplo, envolver o pescoço dos bichos com uma corda para evitar que eles machuquem os espectadores.

    Ainda segundo a PETA, a produção de Scorsese não contratou um adestrador especializado em macacos para atuar no set de filmagens. “Nós enviamos a DiCaprio um vídeo, narrado por Anjelica Huston, que detalha como os chimpanzés e outros macacos usados para o entretenimento são tirados de suas mães logo após o nascimento, causando danos psicológicos irreversíveis”.

    A organização ainda diz em seu site oficial que o ator, “apesar de ser visto como alguém que se preocupa com o meio-ambiente, não fez nada para que a cena fosse removida e não respondeu ao apelo”.

    Outros dois filmes recentes foram alvo de críticas da PETA: “Amanhecer- Parte 2” e “O Hobbit”. Segundo a instituição, a produção da saga “Crepúsculo” usou lobos para animar a festa de produção do filme. Também alegou que muitos animais usados em “O Hobbit” morreram por tratamento inadequado. A equipe de Peter Jackson, no entanto, negou as acusações.


  • TAPETÃO SEM JOAQUINZÃO (*)

    “Sou tricolor de gozação / Sou do clube campeão do tapetão” (paródia com os primeiros versos do hino do Fluminense).

     

    FLU ‘COMPRA’ BRIGA E ATUARÁ NO JULGAMENTO QUE PODE TIRAR PONTOS DA LUSA

    UOL / Rodrigo Paradella (Rio de Janeiro) – Embora tenha dito inicialmente que se manteria afastado do caso, o Fluminense entrará como terceira parte interessada no julgamento que pode tirar quatro pontos da Portuguesa no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). Caso o time paulista seja punido pela escalação irregular de Heverton contra o Grêmio, o Tricolor permanecerá na primeira divisão.

    Como parte interessada, o Fluminense acompanhará o caso de perto e poderá até mesmo se manifestar se entender a existência de algum procedimento errado no julgamento, como o não cumprimento de algum trâmite jurídico ou até mesmo recorrer em caso de vitória da Portuguesa em primeira instância.

    Na última terça-feira, a cúpula do Tricolor se reuniu para tratar do assunto. O presidente Peter Siemsen, o diretor-geral Jackson Vasconcellos e o advogado Mário Bittencourt conversaram para analisar os próximos passos do Fluminense sobre o assunto.

    O Fluminense nega que tenha acionado a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) sobre o caso de Heverton e diz que a entidade apenas cumpriu sua rotina de verificar a condição dos jogadores da rodada anterior. Foi a CBF que avisou o STJD sobre o erro na escalação do atleta.

    “Nosso posicionamento é técnico, de que seja cumprido o regulamento. Vamos entrar como parte interessada no processo. Tenho direito a me legitimar. É obrigatório e legal. A função da parte interessada é ter direito legitimo a participar. Se vou falar na hora do julgamento, ou não, faz parte da minha estratégia, não posso falar antes”, afirmou o advogado do Fluminense, Mário Bittencourt, ao UOL Esporte.

    O Fluminense aguarda a definição do caso para planejar seu 2014 dentro dos gramados. Como o Tricolor ainda não sabe qual divisão disputará no próximo ano, o planejamento está congelado por enquanto. O clube ainda não tem um treinador, por exemplo.

     

    Nota do SDV ( * ): referência óbvia ao ministro Joaquim Barbosa, Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), antipatizado por políticos e militantes do Partido dos Trabalhadores (PT) por causa da sua atuação firme no chamado esquema do mensalão. Pelo que se sabe, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), não tem nenhuma ‘toga’ com o perfil do ministro Joaquim Barbosa, desassombrado em julgar personagens influentes e poderosos. No STJD, muito pelo contrário, a cartolagem e os grandes clubes mandam e desmandam. É o caso do Fluminense, velho useiro e vezeiro do referido tribunal, considerado o time ‘Rei do Tapetão”.


  • UM ‘ABENÇOADO’ ARRIMO DE FAMÍLIA,TADINHO!

    O torcedor vascaíno, Leone Mendes da Silva, um celerado que tocava sax em Igreja evangélica, um dos mais exaltados no confronto das torcidas “organizadas” de Atlético Paranaense e Vasco da Gama no último domingo em Joinville. Como está escrito no próprio evangelho, que essa gentalha vive a ‘soletrar’: “Serpentes, raça de víboras! Como escapareis da condenação do inferno?” (Mateus 23:33).

     

            VASCAÍNO PRESO COM BARRA DE FERRO ERA MÚSICO EM IGREJA, DIZ JORNAL

    UOL (São Paulo) – Leone Mendes da Silva, de 23 anos, ficou conhecido no Brasil após ser preso ao se envolver numa confusão entre torcidas no jogo entre Atlético-PR e Vasco pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Era ele quem portava uma barra de ferro com um prego na ponta durante a confusão. Nesta terça-feira, o jornal carioca Extra publicou um perfil revelando outras facetas do torcedor organizado.

    Na reportagem, ele é descrito como “descontraído e pacato barbeiro do bairro (Austin, em Nova Iguaçu), ex-saxofonista da banda da igreja evangélica local”. Segundo o jornal, Leone é solteiro e arrimo de sua família há cerca três anos, quando terminou o ensino médio e quando sua mãe Cleuza Mendes da Silva, de 48 anos, sofreu um derrame.

    Cleuza, aliás, tem papel de destaque no perfil sobre seu filho e ela diz que tentou demovê-lo da ideia de continuar participando da torcida organizada.

    “Ele sempre torceu pelo Vasco, mas esse fanatismo aumentou com o tempo. Eu sempre falando: ‘Meu filho, larga isso de jogo, de torcida’. Mas nunca pensei que ele faria uma coisa dessas. Eu preciso que ele me explique o que aconteceu lá. Ele é um rapaz bom”, declarou a mãe, que ainda não conversou com Leone Mendes da Silva desde a prisão do rapaz.

    Preocupada com a ausência do filho, Cleuza Mendes da Silva diz que fará de tudo para conseguir a liberação do rapaz, cuja pena ainda não foi definida.

    “Eu não tenho dinheiro agora, mas se for preciso vendo até a casa. Eu quero que saibam que tenho ciência que o que ele fez foi errado. Não estou passando a mão na cabeça dele, mas ele tem 23 anos, emprego, carro e um salão. É trabalhador”, disse.

    De acordo com um primo de Leone – cujo nome não foi revelado pelo jornal carioca – um advogado da organizada Força Jovem, irá representar o torcedor preso. A família não teria condições de arcar com os R$ 4 mil que estariam sendo cobrados apenas para analisar o caso.

    A estratégia da defesa é alegar legítima defesa, pelo fato dos vascaínos serem minoria, Leone teria utilizado o primeiro artefato que teria em mãos.

    “Eles (advogados) me explicaram que o que está pesando muito é a imagem dele batendo em um homem já caído. Mas, no meio da confusão, as pessoas não pensam direito”, declarou o primo.


  • DEDURAGENS DE UM SEM DEDO

    Ilustração de Spon Holtz, exclusivo para o blog Humor Político (humorpolitico.com.br). A charge se remete diretamente às declarações do ex-secretário nacional de justiça e também ex-delegado, Romeu Tuma Jr, acusando Lula de ser informante do seu falecido pai, o ex-senador e ex-delegado do DOPS / SP, Romeu Tuma, durante a ditadura militar. Tal revelação está contida no livro “Assassinato de Reputações – Um Crime de Estado”, a partir de depoimentos ao jornalista Cláudio Tognolli, com acusações graves que envolvem Gilberto Carvalho e o caso Celso Daniel, além de ocultações de investigações contra membros do governo petista.

     

     ‘O CABUÊTA’

    Agora peço que prove
    Pra sair desse embaraço
    Se eu já fui um ‘X-nove’

    Codinome Cabo Inaço!


    (Soriedem do Improviso)


  • “OS YANKEES ESTÃO VOLTANDO” (*)

    “OS VERDADEIROS COMEDORES DAS ‘CAMAROAS’ NATALENSES” – Americanos em Natal (RN) durante a 2ª Guerra Mundial, tomando umas e outras na varanda do antigo Grande Hotel, no bairro da Ribeira. Ao fundo, a igreja do Bom Jesus das Dores, na  Praça Cap. José da Penha. Crédito da foto: tokdehistoria.wordpress.com, do escritor e pesquisador potiguar Rostand Medeiros.

     

    SELEÇÃO DOS ESTADOS UNIDOS FARÁ AS VIAGENS MAIS LONGAS DA COPA DO MUNDO

    IG.COM.BR / Bruno Winckler e Thiago Rocha – Nenhuma seleção vai percorrer distâncias maiores que os Estados Unidos na Copa do Mundo de 2014. O time americano vai jogar em Natal, Manaus e Recife, nesta ordem, contra Gana, Portugal e Alemanha pelo grupo G. Só nestes deslocamentos, a seleção dos Estados Unidos vai percorrer 5,6 mil quilômetros. A posição G4 do sorteio, agora ocupada pelos EUA, era a mais temida por todas as seleções.

    A seleção americana talvez tenha de mudar seus planos sobre o local da preparação para a Copa. O técnico Jürgen Klinsmann e dirigentes do país já haviam sinalizado o interesse de ficar no CT do São Paulo na Barra Funda na capital paulista. Se mantiverem a intenção, terão de viajar 7.932 km entre São Paulo e Recife, passando por Natal e Manaus. O Brasil, que jogará em São Paulo (contra Croácia), Fortaleza (México) e Brasília (Camarões), nesta ordem, vai percorrer 4.063 km.

    A Nigéria, que jogará em Curitiba, Cuiabá e Porto Alegre contra Irâ, Bósnia e Argentina pelo grupo F, vai percorrer 2.985 quilômetros e também vai percorrer longas distâncias na primeira fase. A Bélgica, que jogará em São Paulo, Rio e Belo Horizonte, vai percorrer menos de 800km entre as três cidades.

    A dimensão continental do Brasil provocou estas longas viagens na primeira fase da Copa, algo parecido com o que foi visto nos Estados Unidos em 1994. Porém, diferente desta Copa, as seleções do Mundial naquele ano jogaram no mínimo duas vezes no mesmo estádio, diminuindo assim a necessidade de viajar de uma partida para outra.

    Ainda assim, a Romênia teve de viajar longas distâncias naquela Copa porque os jogos no mesmo estádio, em San Francisco, teve uma partida intercalada em Detroit, obrigando os romenos a viajarem 7,8 mil quilômetros.


    Nota do SDV ( * ): Título em português do filme dirigido por John Schlesinger (originalmente Yanks – 1979), com Vanessa Redgrave e Richard Gere, logo no início da carreira.


  • POETA NO COCO (*)

             Cena de Coco Zambê (RN) – Foto do Blog solvermelho.blogspot.com

    Linha do trem que atravessa o bairro da Guarita, Natal/RN. Crédito da foto: blog do Josué moura – josuemoura.blogspot.com

     

    Meu amigo e companheiro
    Agora vou embolar
    Não faço verso fuleiro
    Pro diabo me carregar.

    Sou da Rua Paiatis
    Do bairro do Alecrim
    Na fila do Chafariz
    Me topei com coisa ruim.

    Joguei pedra na Guarita
    Quando passava o trem
    Usei camisa de chita
    Comprada no armazém.

    Já morei na Salgadeira
    Me mudei pra Santos Reis
    Vadiava na Ribeira
    Brigava na Jordanês.

    Vi bomba pé-de-parede
    Pipocar na Cruz da Bica
    Vi mijão furando rede
    Foguetão virar tabica.

    Vi o boi da prefeitura
    Na travessa Capió
    Espetava tanajura
    Arengava com Duó.

    Vi Mula Manca e Cambraia
    Na calçada do Liceu
    Zé Minhoca lá na praia
    Tubiba no Atheneu.

    “Oh, my sweet Lady Jane”
    Agora vou lhe dizer
    Quero que você se dane
    Nesse coco de zambê!


    Graco Medeiros

    (Recife, 28/11/2008)


    Nota do SDV ( * ): poema republicado neste mesmo blog.