• OS PEIXES DA PERÍCIA

    peixe da perícia

     

    CONCURSO PARA PERITO DA POLÍCIA DE SP FOI FRAUDADO

     

    Folha Online

    Reportagem de Rogério Pagnan e André Caramante para a Folha desta segunda-feira informa que houve fraude em um concurso realizado pelo Instituto de Criminalística da polícia de São Paulo, aplicado no mês de julho. O concurso contrataria fotógrafos periciais.

    O secretário da Segurança Pública, Antonio Ferreira Pinto, determinou a suspensão do concurso – que teve cerca de 17,6 mil candidatos – após a análise das imagens gravadas durante a prova oral, segunda fase do concurso.

    Nas gravações, obtidas pela reportagem, um dos candidatos, posteriormente aprovado no concurso, demonstra nervosismo e erra boa parte das questões perguntadas. Ele não conseguiu definir, por exemplo, o que é um quadrado.

    De acordo com apuração, esse mesmo candidato é parente do diretor do instituto, José Domingos Moreira das Eiras.


  • O ZÉ DO CAIXÃO URUGUAIO

    mujica3                  José Mujica – o favorito das eleições uruguaias para Presidente da República

    mojica-ze do caixão                                          José Mojica – o nosso “Zé do Caixão”

     

    JOSÉ MUJICA VOTA NO URUGUAI PENSANDO “EM ALGUNS QUE NÃO ESTÃO MAIS AQUI”

     

    Montevidéu, 29 de novembro (EFE) – O candidato da governante coalizão de esquerda, e favorito para ganhar as eleições de hoje no Uruguai, José Mujica, votou, segundo ele, “pensando em alguns que não estão mais (aqui)”.“pensando em alguns que não estão mais”, em referência a companheiros de causa que já morreram.

    O candidato anunciou que passará o dia “tranquilo” em sua chácara na zona de Cerro de Montevideo, e por volta do final do dia se juntará com o candidato à Vice-Presidência, Danilo Astori, em um hotel de Montevidéu, para conhecer os resultados.

    Mujica, de 74 anos, ex-líder histórico do antes guerrilheiro Movimento de Libertação Nacional (MLN – Tupamaros), chegou a seu colégio eleitoral pouco antes da abertura às 8h (mesma hora de Brasília), e esperou alguns minutos antes de votar.

    Em meio a um grande esquema de segurança e uma situação caótica, devido às centenas de simpatizantes e jornalistas que se concentraram no lugar, Mujica disse que votava

    Antes de voltar para casa, Mujica acompanhou a esposa, a senadora Lucía Topolansky, que foi votar no bairro de Pocitos.

    Topolansky, por ser a senadora mais votada, será a responsável por tomar o juramento de Mujica como presidente em 1º de março de 2010, caso se confirmem todas as enquetes que dão ao ex-líder guerrilheiro a vitória sobre o ex-presidente Luis Alberto Lacalle, do conservador Partido Nacional.

    Os colégios eleitorais funcionarão até as 19h30, com possibilidade de estender por uma hora a recepção de votos, caso que haja fila de eleitores no momento previsto para o fechamento.


  • MACONHA SINTÉTICA SALVA CÉLULAS-TRONCO

    maconha1

     

    SÃO PAULO (Folhapress) – Substâncias cuja ação equivale à do princípio ativo da maconha podem ajudar os cientistas a aumentar o “prazo de validade’’ das células-tronco embrionárias. As moléculas diminuem em até 45% a morte das células em laboratório, o que pode se revelar uma forma de aumentar a eficiência de futuras terapias com base nelas.

    As células-tronco embrionárias se destacam pela versatilidade, tendo o poder comprovado de assumir o papel de qualquer tecido do organismo adulto. Por isso, o grande sonho da medicina regenerativa é usá-las para reconstruir órgãos danificados. Mas um dos muitos obstáculos no caminho do plano é a baixa eficiência com que elas se mantêm no organismo.

    “Sabemos que, por razões diversas, somente entre 1% e 20% das células-tronco transplantadas sobrevivem in vivo (no corpo), o que reduz a eficácia delas e traz a necessidade de transplantes com números significativamente maiores de células’’, explica o pesquisador do Instituto de Ciências Biomédicas da UFRJ, Stevens Rehen, coautor do estudo na revista científica “Cell Biology International”.

    Alguns dados preliminares já mostravam um elo entre a chance da sobrevida das células-tronco e a ativação das fechaduras químicas CB1 e CB2, conhecidas como receptores canabinoides justamente por interagirem com as moléculas presentes na maconha, ou cannabis sativa. Não é que o organismo humano tenha sido “projetado’’ para receber a droga: ocorre que o corpo produz naturalmente substâncias que se ligam aos receptores canabinoides, desempenhando papel importante na regulação do humor, no controle do apetite e até nas defesas biológicas naturais de cada pessoa.

    A principal substância testada, embora tenha estrutura química bem diferente da que caracteriza o THC, princípio ativo responsável pelo “barato’’ da maconha, produz na célula efeitos muito semelhantes ao que ele opera. “O próximo passo será explorar o potencial dos canabinoides para aumentar a sobrevivência de células-tronco depois de transplantes’’, diz Rehen.


  • ARRUDA GRODOFOBOU?

    arruda3                                 José Roberto Arruda – Governador do Distrito Federal

     

    De Zé Limeira – O Poeta do Absurdo:

     

    Valei-me mestre Arrudinha
    Eu e minha violinha
    Ogivá, quedicedeque
    Na tua estrada e na minha
    Besouro fazendo cosca
    No fiofó da rainha!


  • CAI… CAI… TANAJURA!!

    torres de DubaiAs Torres de Dubai
    Tanajura

     

    DUBAI, A QUEDA


    FOLHA DE SÃO PAULO – Falando de drogas, o poeta francês Charles Baudelaire cunhou o termo “paraísos artificiais”. Tratava-se, em meados do século 19, do álcool, do ópio e do haxixe.

    Mais do que Cancun, Acapulco ou Costa do Sauípe, a localidade de Dubai, um dos sete Emirados Árabes Unidos, concentrou nos últimos anos a imagem de um destino turístico bem-sucedido e de um paraíso artificial.

    Hotéis cinematográficos e lojas de alto luxo nasceram em pleno deserto da Arábia, e a garantia de sol forte na maior parte do ano deu condições para o florescimento do turismo no local.

    Eis que surge a notícia, ressoando nos mercados globais: Dubai ameaça dar calote. Pedindo para renegociar bilhões de dólares, o emirado derrubou as Bolsas pelo mundo e provocou fuga de aplicações em países considerados de maior risco.

    No Brasil, o real, cuja tendência à valorização se acentuou nos últimos meses, experimentou queda moderada em relação ao dólar. Saindo de R$ 1,73, a cotação da moeda americana fechou o dia em R$ 1,75.

    Ainda não estão claras as possíveis linhas de contágio entre a moratória de Dubai e as finanças globais – ontem foi feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos, o que prejudica qualquer projeção a respeito.

    Sabe-se, contudo, que a derrocada dessa espécie de Las Vegas das Arábias decorre diretamente da “exuberância irracional” que acometeu o mundo financeiro nos anos que antecederam a crise global.

    A obsessiva e frenética expansão do luxo imobiliário em Dubai foi alimentada pelo mesmo transe que levou ao fenômeno “subprime” nos Estados Unidos. Neste caso, empurravam-se empréstimos habitacionais para quem não tinha condições de arcar com os pagamentos. No emirado, investiam-se bilhões de dólares em empreendimentos nababescos, cujas promessas de retorno pareciam contos das mil e uma noites.


  • MONTADO NO PRÉ-SAL CONTRA O AQUECIMENTO GLOBAL

    Lula-pre-sal                                                     Crédito: Country.com.br

    lula_pre-sal                                       Charge de S. Kambayashi – The Economist

    lula-sarkozy2

     
    BRASIL E FRANÇA PEDEM CRÉDITO DE RICOS CONTRA AQUECIMENTO GLOBAL

     

    Por Fernando Exman

    MANAUS (Reuters) – As nações ricas devem oferecer mecanismos de financiamento às mais pobres para o combate às mudanças climáticas, cobraram presidentes e representantes de países amazônicos e da França reunidos na capital do Amazonas nesta quinta-feira.

    O encontro gerou um documento com diretrizes para balizar os países amazônicos na questão do clima. A declaração reafirmou a proposta do G-77 e da China de obter contribuições de 0,5 por cento a 1 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) de países desenvolvidos para ações realizadas por países em desenvolvimento.

    “Os pobres têm que ser apoiados sem que nenhum país abra mão de sua soberania”, disse o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em entrevista após o encontro.

    Nicolas Sarkozy, presidente francês, também exigiu recursos, além de cobrar que os países ricos apresentem metas numéricas para a redução dos gases do efeito estufa na reunião de cúpula do clima em Copenhague, na Dinamarca, em dezembro.

    “Copenhague deve prever somas provenientes dos países desenvolvidos em direção aos países em desenvolvimento”, disse, destacando que os compromissos devem ser para desembolsos a serem realizados a curto prazo.

    Para Sarkozy, 20 por cento dos desembolsos –provenientes do mercado de carbono, créditos públicos e mecanismos inovadores– deveriam ser direcionados para a preservação de florestas.

    “É preciso que cada um encontre vantagem, que ninguém se sinta enganado”, comentou o presidente da França.

    “Medidas apresentadas por países desenvolvidos como parte de um esforço de mitigação não devem gerar restrições comerciais unilaterais ou fortalecer o protecionismo comercial”, acrescentou a nota.

    Alvo de um protesto do Greenpeace, que pediu propostas mais ambiciosas dos líderes reunidos, o encontro de países amazônicos foi esvaziado. Além dos presidentes Lula e Sarkozy, o da Guiana, Bharrat Jagdeo, compareceu. Foram convidados também Bolívia, Colômbia, Equador, Peru, Suriname e Venezuela.

    O presidente brasileiro minimizou as faltas. Argumentou que os representantes dos presidentes ausentes tinham autorização e legitimidade para falar em nome de seus governos.

    “Queremos que sejam reconhecidos os esforços já feitos pelos países. Estamos assumindo responsabilidades, mas os países desenvolvidos não reconhecem esses esforços que estão nos custando (dinheiro)”, disse à Reuters o ministro do Meio Ambiente peruano, Antonio Brack Egg.

    COPENHAGUE

    Os presidentes demonstraram otimismo sobre a reunião de Copenhague. Para Lula, há uma oportunidade de se avançar nas negociações sobre o combate ao aquecimento global.

    “Há uma semana não tinha números dos Estados Unidos, não tinha números da China. Parecia que a reunião de Copenhague ia ser totalmente esvaziada, que não ia participar nenhum chefe de Estado”, comentou Lula.

    “Hoje os EUA já têm número. Não é o que eu gostaria, mas já têm número. A China já está apresentando número.”

    Sarkozy também elogiou a decisão do presidente dos EUA, Barack Obama, de apresentar uma proposta sobre o tema.

    “Quero louvar a coragem do presidente Obama de estabelecer objetivos. É muito encorajador”, disse o francês.


  • EUA VÃO PROPOR CORTE DE 17% NA EMISSÃO DE GASES ATÉ 2020

    obama-michelle-baile

     

    FRANCE PRESS  – O presidente Barack Obama apresentará na conferência de Copenhague sobre o clima a meta de redução de 17% das emissões de gases de efeito estufa nos Estados Unidos em 2020. A meta se amplia para 30% em 2025 e 42% em 2030. Todas elas são em relação aos níveis de 2005, anunciou nesta quarta-feira (25) a Casa Branca.

    A presidência americana não respondeu de imediato a correspondência dessas reduções em relação a 1990, ano de referência escolhido pela maior parte dos países associados nas negociações da ONU sobre o clima.

    Obama anunciou hoje a sua participação na conferência internacional sobre o clima, na capital dinamarquesa, onde desembarcará no dia 9 de dezembro.

    Ainda que tímida, a definição da meta é importante, uma vez que Estados Unidos, China e demais países ricos se recusavam a dar uma meta específica sobre a redução das emissões de dióxido de carbono. Os Estados Unidos e a China são os dois maiores poluidores do planeta.


  • EVO IMORALES

    evo morales_ahmadinejad

    evo_morales-lula

     

                                                     “Ê ê ê ê ê… índio quer apito
                                                       Se não der pau vai comer!”


    (Versos da marchinha “Índio Quer Apito”, de
    Haroldo Lobo e Milton de Oliveira – Carnaval de 1961, sucesso na voz do baiano Valter Levita) 


  • ESTÁTUA DE DRUMMOND É DANIFICADA PELA 8ª VEZ NO RIO

    drummond_estátua

    Lampião3

     

    Abaixo, trecho de uma crônica de Carlos Drummond de Andrade (usando o pseudônimo de “Antônio Crispim”), em 30 de maio de 1931, abordando o fato de Lampião, conhecido por sua brutalidade e frieza, usar óculos:

    “Já repararam na maior ou, talvez, na única originalidade de Lampião?
    É que ele usa óculos, um bom par de óculos pedagógicos, contra todas as regras e ensinamentos da sabedoria universal, que não compreende criminosos míopes, nem os presbitas matadores. Há uma certa pureza nos óculos. (…).
    Isto seria humorístico, se não fosse absurdo”.


  • JUDEU DISFARÇADO E REVOLTADO?

    Ahmadinejad-pop

     

    O líder iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, pode ser judeu. Pelo menos é o que atesta a versão online do diário britânico Mirror. Mahmoud, que pediu para Israel “ser varrido da face da Terra”, teria alterado o sobrenome de identidade de Sabourjian, de origem judaica, para Ahmadinejad. Uma foto em que o líder iraniano segura o documento deu origem à especulação. De acordo com a publicação, a família do presidente teria alterado o sobrenome após a conversão ao Islã. O Mirror publicou que o porta-voz da embaixada iraniana em Londres, Ron Gidor, não quis comentar a informação. Vale ressaltar que o Irã tem a maior população de judeus fora de Israel, especialmente entre os persas. Ainda assim, Ahmadinejad já disse publicamente negar o Holocausto.